Curta Nossa Pagina no Facebook LINK

Deixe um recado Para Nós LINK

Siga Nosso Blog LINK

Cadastre-se e receba atualizações no Email LINK

26/11/2012

Ultrassom em 2D e 4D da Daphny


Foto: Daphny Maria Elisabete Pereira


Veja Como foi a ultima ultrassom da nossa Filha e em 4D


Cólicas no Bebe o que fazer ?


Foto da Internet

Separamos Alguns videos Bem Legais Que ajudarão vocês com esse probleminha









Meses X Semanas o Duvida Cruel

A frase mais famosa que ouvimos durante a Gravidez é " Quantos meses você esta ? "  porem os médicos calculam em semanas " Quantas Semas você esta ? " e agora como saber, com essa duvida nos do Blog Pais Frescos trazemos até você uma tabela que tirara essa duvida cruel.


ou




Estimativa     Aproximada
1º                  1 a 4.
2º                  5 a 8.
3º                9 a 12.
4º                13 a 26
5º                17 a 21
6º                22 a 26
7º                27 a 30
8º                31 a 35
9º                36 a 40

ou

Estimativa     Aproximada
1º                  2 a 6
2º                  7 a 10
3º                11 a 14
4º                15 a 18
5º                19 a 23
6º                24 a 28
7º                29 a 33
8º                34 a 37
9º                38 a 42

Não esqueça de curtir nossa Pagina



Bolo de Fraldas - Chá de Bebe

No YouTube se Encontra de tudo olha ai mais uma dica legal para o chá de Bebe

Banho do bebê

Foto retirada do Vídeo onde Eu Ghibson dou banho na minha filha Daphny no Hospital

Hora do banho do bebê

Algumas recomendações, porém, são necessárias para um melhor aproveitamento desses momentos prazerosos. Entre elas podemos citar:
- Dê preferência para a parte do dia em que a temperatura estiver mais alta, desde que não seja logo após a amamentação, pois podem ocorrer regurgitações.
- Não banhe seu bebê usando relógios, pulseiras e anéis que podem machucá-lo seriamente.
Cuide bem de suas unhas. Um leve contato pode cortar a pele sensível de seu filho. Mantenha-as bem aparadas e limpas.
- Ao retirá-lo da banheira, enrole seu corpo imediatamente na toalha para evitar exposição à correntes de ar.
- As roupas de troca devem ser escolhidas antes de banhá-lo para não deixá-lo por muito tempo em toalhas úmidas.
- Use água morna e nunca quente. A pele do bebe é mais sensível ao calor. Verifique a temperatura, mergulhando o cotovelo. Inicie, usando pouca água. Como decorrer do tempo, aumente gradativamente essa quantidade.
- Antes de colocá-lo na banheira, passe lenços umedecidos nas partes íntimas para retirar resíduos de urina e fezes.
- Enquanto banha o corpinho, vá conversando com ele em voz baixa para transmitir-lhe segurança.
- Vire, levemente para trás, a cabeça de seu bebê, lavando com cuidado seus cabelinhos. Cuidado para não entrar água nos ouvidos.
- Virando-o de bruços, lave cuidadosamente as costinhas e o bumbum. Certifique que as dobrinhas próximas ao bumbum estão bem limpinhas.
- Retire-o com cuidado, já enrolando imediatamente em uma toalha bastante macia. Não esfregue a pele de seu bebe por ser muito sensível. Apenas apalpe-a.
Esses cuidados garantem a higiene do bebê e favorece a troca de afetos. Faça desse momento uma oportunidade para melhorar a qualidade emocional e estreitar os vínculos afetivos.
2º Banho da Nossa Filha (PaisFrescosCuiritba)


Vídeo Tirado da Internet

Alimentos recomendados e proibidos durante a gravidez

Foto internet

Existem alguns alimentos que são recomendados e outros proibidos durante a gravidez. A alimentação das grávidas é fundamental para a saúde da futura mamãe e do bebê, desde o início da gestação até o momento da concepção.
Todos os alimentos que comemos vão direto ao feto, através do cordão umbilical. Além disso, todos os problemas digestivos, intoxicações e outras alterações alimentares refletirão no bem estar do bebê.
Dessa forma, um controle na alimentação se faz necessário, a fim de preservar a saúde de ambos, mãe e filho.
Não são raros os casos em que algumas mães se vangloriam dizendo que comeram de tudo durante a gravidez, numa atitude ingênua e muitas vezes egoísta. Gravidez significa duas e não uma pessoa. A mamãe nunca esta sozinha até conceber. Dessa forma, nunca esqueça de seu bebê enquanto está se alimentando. A refeição, agora será compartilhada a dois.

Alimentação da Grávida

Os alimentos que preservam a saúde de ambos durante a gravidez são diversos, dentre eles podemos citar:
- frutas, verduras, legumes. As frutas podem ser ingeridas na forma de sucos
- carnes suínas, bovinas e de peixes sem gorduras. A gordura deve ser abandonada do cardápio nessa fase.
- Pães e alimentos integrais.
- Gelatinas e leite sem gordura.

O que a grávida deve evitar na alimentação

Recomenda-se, porém, evitar ao máximo, os seguintes alimentos:
- Queijos frescos e derivados de leite gordurosos e não pasteurizados (esse último pode ser fontes de uma bactéria que causa a listeriose)
- Embutidos e carnes gordurosas.
- Bolos confeitados.
- Refrigerantes e bebidas alcoólicas.
- morangos e tomates podem conter muitos pesticidas, prefira os orgânicos.
- Carnes mal passadas e cruas, podem ter o microorganismo que causa a toxoplasmose.
- Sushi, camarão, lagosta, frutos do mar
- Maioneses e salpicões, entre outros.
Além disso, aconselha-se, a todas as grávidas, não extrapolem na quantidade. O ideal seria ganhar até 12 quilos durante esse período. Aumento de peso, em alguns casos, pode ser perigoso para mãe e filho Font

Alimentação pós parto

A alimentação pós parto inclui alimentos que podem ser benéficos e outros que podem fazer mal, tanto a você, como ao seu bebê.

Foto internet

O período pós-parto  despende dos cuidados especiais com a alimentação  da mulher. Não são quaisquer alimentos que podem fazer parte de seus cardápios. A escolha deve ser criteriosa, tendo em vista a recuperação do parto, o período de lactação e as alterações orgânicas a que estiveram submetidas durante o período gestacional.
Alguns conselhos são fundamentais para garantir que ela supere essa fase com saúde e forneça ao bebê os nutrientes necessários para o desenvolvimento adequado.
Na escolha do cardápio, considere as seguintes questões:

Alimentação pós parto: Cuidados

- Durante as duas primeiras semanas, fuja de forma radical, dos alimentos que produzam gases intestinais. Isso é repassado ao bebê durante a amamentação, promovendo o surgimento de cólicas. Alimentos como laranja, alho e repolho devem ser evitados. A mastigação deve ser bem feita. O processo de salivação deve ser eficaz. Quando mais engolir e menos mastigar, maiores quantidades de gases serão produzidas.
- Alimentos integrais, tais como pães e bolachas favorecem os processos digestivos e dão a sensação de saciedade, além de serem fontes de vitamina B.
- Evite o consumo desenfreado de açúcar. Se for refinado então, não ouse utilizar, de forma alguma. A linhaça é muito importante nesse período, pois é o grão com maior teor de fibras que se conhece. Aveia, também, e uma boa alternativa.
- Água deve ser tomada sem restrição. Pode-se complementar essa necessidade, com a ingestão de sucos e sopas.
- Alimentos que contenham Ômega 3 e 6 são excelentes para a saúde da mãe e do filho. Esses nutrientes são fundamentais para a formação e integridade de todo o sistema nervoso do recém-nascido.
- Frutas e vegetais frescos podem ser usados por fornecerem grandes quantidades de vitaminas e minerais, necessários à recuperação da mamãe e ao enriquecimento da qualidade do leite materno.
Fuja também de alimentos, como embutidos e industrializados. Vale a pena investir numa boa alimentação o mais natural possível durante esse período. Fará bem a você e ao seu bebê. Font

Gravidez – Cuidados com as Pernas


Foto internet
Os cuidados  com pernas na gravidez são para evitar as varizes. Existem muitos agravantes que surgem no decorrer da gestação, como aumento do peso, a barriga fica grande e pesada, isso tudo pode causar dilatação e dor nas veias das pernas.
Cuidados com as pernas na gravidez
A partir do terceiro mês, use sempre meias elásticas de média compressão. O ideal é colocar logo pela manhã, antes mesmo de levantar da cama. Se não houver qualquer contra-indicação, seu médico pode prescrevê-las.
Na maioria dos casos, as varizes desaparecem totalmente após o nascimento do bebê. E se isso não acontecer, você poderá retirá-las através de cirurgia, mas só depois da fase de amamentação.
Outra preocupação que invade a gestante, é a celulite, pois as camadas de gordura ondulam e enfeiam a perna e a barriga. Isso acontece por causa da retenção de líquido durante a gravidez, fazendo o corpo acumular toxinas.
Beber muita água, no minímo, dois litros por dia. Evite frituras, gorduras trans, refrigerantes em excesso e tudo que for artificial. Uma alimentação saudável aliada a caminhadas pelo menos três vezes por semana, vão deixar você uma grávida em forma, e principalmente com a pele de um bebê. Não esqueça, cremes (qualquer um) só devem ser usados com a aprovação do seu médico. Font

Enjoô e naúsea na gravidez


Tirado da internet
Geralmente grávidas tem enjôo, esse tipo de sintoma acomete 60% das gestantes. Mas mesmo assim para os médicos é um bom sinal. A sensação de mal- estar é devido a elevação de um hormônio chamado gonadotrofina coriônica, que a placenta produz, indicando que ela está funcionando bem.
Por volta da 16ª semana, náuseas e enjôos, acontecem com maior freqüência, neste período os níveis de hormônio aumentam rápido. Após esse período, estabilizam e o sintoma passa. Podemos melhorar essa situação, pingando gotas de limão na água ou chá .
Evitando no máximo alimentos fortes, bebidas com gás e não ficar mais de três horas sem se alimentar. Se sentir mal-estar procure sentar, você até poderá usar remédios, desde que seja orientada pelo seu médico.
Tem que ficar alerta e diferenciar os enjôos da hiperemese gravídica, onde a mulher chega a perder peso corporal em torno de 5% e nem água tolera beber. Nessa situação, o médico acaba internando a gestante para receber hidratação venosa e outros.
Outra dica para evitar o enjoô: A mulher fica sem comer a noite  e quando acorda, deve procurar tomar o café antes de escovar os dentes, porque a água fria aumenta o enjoô, faça uma experiência. Também deixe um pote de bolacha de água e sal na cabeçeira da cama, e antes de levantar coma uma bolacha. Para a maioria das grávidas, esses sintomas de enjoô e náusea desaparecem após o terceiro mês de gestação. fonte

Desejos súbitos por comida na gravidez


Foto da internet
Uma pesquisa realizada na Grã-Bretanha revelou que grávidas de hoje em dia sentem mais desejos súbitos por comida durante a gestação do que as mulheres no passado.
Conduzida pelo site gurgle.com, especializado em assuntos de maternidade, eles entrevistaram 2,2 mil britânicas grávidas e os resultados indicam que 75% das participantes disseram que sentem desejos alimentares.  Há cinco décadas, uma pesquisa verificou que esse numero foi menor apenas  30% das mulheres grávidas sentiam vontades súbitas por comida.
Um terço das mulheres grávidas entrevistadas afirmou que, ao contrário de alimentos comuns, sentiam vontade de comer coisas estranhas como gelo, carvão, pasta de dentes, sabão, entre outros.
O chocolate é mais popular entre as grávidas  – 20% das entrevistadas disseram sentir vontade de comer o doce. Em segundo lugar apareceu o sorvete (15%), doces em geral (11%), comidas picantes (11%) e cebola em conserva (9%).
Esses desejos ocorrem com maior freqüência na parte da tarde (40%) e da noite (38%). Apenas 8% das grávidas disseram sentir desejos durante a madrugada.
Segundo Fiona Ford, nutricionista da Universidade de Sheffield, por termos maior números de alimentos disponíveis hoje, e a facilidade de obte-los a qualquer hora, ocorreu o aumento da porcetagem de mulheres grávidas com desejo aos mesmos.
Desejos na gravidez relacionado a Textura
O gelo é um modo de satisfazer um desejo relacionado à textura. Nossa recomendação é que quando amulher sentir desejos como estes, seja cuidadosa e converse com o médico”, disse Ford.
Ainda que há poucas provas científicas para afirmar a teoria de que os desejos pouco convencionais estariam ligados com uma deficiência nutritiva no corpo da mulher. Segundo ela, o corpo não conseguiria absorver os nutrientes de alguns itens como o carvão, por exemplo. De acordo com Joanne Lunn, cientista da Fundação Britânica de Nutrição, as razões ainda não são claras para esses desejos.
É comum as mulheres sintam um gosto diferente ao ingerir alimentos que estão habituadas e gostam de comer, ou que passem a ter aversão de alguns alimentos. Além disso, podem sentir vontade de ingerir comidas que não gostavam antes da gravidez”, disse Lunn.
Não há porque se preocupar com essas vontades, contanto que não sejam excessivas e que as mulheres consigam gerenciar uma dieta variada e nutritiva”, concluiu.
fonte:BBC Brasil

Desejos na gravidez


Foto da internet
Os primeiros três meses de gravidez traz muitas novidades para a futura mamãe. Segunto relatos surgem os desejos que muitas vezes são estranhos e curiosos, mas será que eles existem de verdade?
Existem as modificações físicas, mas também ocorre as alterações metabólicas e emocionais, com elas é muito comum e natural que a grávida modifique um pouco seus hábitos alimentares, e deseje comer algo que antes não fazia falta ou mesmo que não gostavam, é visto  também como sinal de gravidez por muitasmulheres.
Inclusive, no interior do Brasil existem muitos mitos sobre os desejos das mulheres grávidas. Alguns acreditam que se a grávida sentir desejo por determinado alimento ou coisa, e se o mesmo não for atendido prontamente, a criança nascerá de boca aberta ou até mesmo com aparência do alimento recusado.
Alguns desejos estão ligados ha alguma deficiência de nutriente, como exemplo chupar gelo pode significar deficiência em ferro; por chocolate pode ser que existe necessidade de vitamina B. Desejos que exige a procura do obstetra é aqueles estranhos como: pasta de dente, terra ou barro pode significar anemia
São mitos e crendices que não possuem respaldo científico. Sendo assim a grávida não precisa temer comer algo diferente, desde que não seja prejudicial à sua saúde e a do seu bebê.
original link

Desejos alimentares de uma mulher grávida



FOTO TIRADA DA INTERNET

Bateu aquela vontade de comer torta de jaca com mortadela polvilhada com queijo parmesão na madrugada chuvosa. Muito fácil saber de quem é esse desejo tão inusitado: uma mulher grávida.

É assim que as futuras mamães são lembradas quando o assunto é desejo. Esquisitices no meio da madrugada. E coitado do marido que não satisfazer os desejos da sua mulher. O filho poderá nascer com a aparência do alimento desejado ou com alguma característica que lembre o desejo não satisfeito. Já imaginou seu filho com cara de mortadela?

Grande parte das pessoas acha que é um mero capricho da mulher grávida, mas há fatores que podem determinar os desejos das gestantes em relação a essas esquisitices. Isso acontece geralmente no início da gestação, mas pode durar mais.
Muitos elementos da gravidez podem gerar a vontade por comidas estranhas. A maioria das vontades tem como causa fatores hormonais. As alterações dos hormônios que no início causam o enjôo podem desencadear os desejos esquisitos.
Os hormônios prolactina e progesterona são os maiores responsáveis pela alteração do apetite e a mudança do ph da boca, levando a gestante comer alimentos que antes não gostava, não mais comer suas comidas preferidas ou mesmo os alimentos com sabores estranhos. Que coisa doida!
Outros especialistas relatam que carências nutricionais levam o cérebro da gestante a procurar alimentos que contenham os nutrientes que possam estar em falta no organismo da mulher e que o bebê que está se formando pode precisar para seu pleno desenvolvimento. Por isso das misturas estranhas protagonizadas pelas gestantes.
Carinho redobrado à mamãe - Há ainda o fator de insegurança e carência que a mulher grávida sente durante o período gestacional. A futura mamãe quer atenção sempre, principalmente do seu companheiro. A sensibilidade está à flor da pele, a mulher se sente feia e gorda, precisando do carinho de quem está a sua volta.
Essa sensibilidade provoca o desejo estranho da gestante e põe “à prova” a atenção do companheiro que tem que se desdobrar para realizar o desejo da amada. Assim, a futura mamãe se sente mais segura já que seu companheiro fez de tudo para satisfazê-la. Coisas da gravidez.
E um último fator que pode desencadear os desejos da mulher grávida é que comer libera substâncias no organismo que dão prazer e melhoram o humor. Só cuidado para não engordar mais do que deve, o ideal são cerca de 12 quilos para não afetar a saúde da mamãe e do bebê. 
Caso o desejo não seja satisfeito, não tem problema algum. O bebê não nascerá com a aparência do alimento desejado ou com alguma característica que lembre. O desejo não satisfeito não afetará a saúde do bebê que está se formando.
 O bom é procurar um nutricionista para que a preocupação com alguma carência nutricional seja zerada e um pré-natal realizado direitinho acabará com as dúvidas. Assim, um bom cafuné, carinho, atenção e uma palavra de conforto poderão saciar o desejo da futura mamãe.
Dicas
Cuidado com as calorias extras dos desejos. A gestante não deve comer por dois, como se fala, e sim, fazer uma alimentação balanceada sem regime.
Antes de pedir o desejo estranho, verifique se não é uma forma de chamar a atenção. Se for, peça mais carinho ao seu companheiro.
Seu bebê não vai nascer com cara de morango se o seu desejo por morango com chantilly em plena noite de tempestade não for realizado.
Bruno Rodrigues original Link

23/11/2012

O Bebê de 2 semanas


Foto: CliksProduções

Como seu bebê está crescendo

Os reflexos, como chupar, fechar os dedos, piscar e direcionar a boquinha para mamar, continuam a ser fundamentais nesta semana. Às vezes o bebê vai perceber seu olhar e encarar de volta, por isso aproveite para dar um sorriso bem aberto, balançar a cabeça ou fazer algum gesto, já que esses momentos de interação ainda são fugazes. 

Se seu filho está chorando ou ficando muito irritado por mais de três horas por dia, e isso acontecer durante três dias consecutivos, pode ser que ele tenha cólica. De modo geral, 1 em cada 5 crianças sofre de cólica a partir de duas a quatro semanas de vida. Elaschoram sem parar e ficam muito desconfortáveis. 

Caso seu bebê apresente cólicas, junte toda a paciência que conseguir, porque as próximas semanas devem ser mais difíceis. Temos, porém, muitas dicas de como ajudar você a lidar com a situação. Lembre-se também de que a cólica vai passar. 

Sua vida: ajustando-se à maternidade

É provável que você e o bebê estejam mais adaptados à amamentação, o que não significa que não restem muitas dúvidas. 

Aqui no BabyCenter você encontrará conselhos de especialistas, mas não deixe de falar com seu médico se precisar de mais apoio ou orientação. 

O sangramento pós-parto

Talvez você note sangramento ou algum tipo de sangramento vaginal ou cólica mais forte quando estiver amamentando. Isso é apenas sinal de que o útero está se contraindo enquanto o leite desce. 

Caso essa secreção continue em um tom de vermelho vivo ou em grande abundância nas próximas semanas, converse com seu ginecologista, que poderá orientá-la melhor sobre quaisquer sintomas pós-parto que a preocupem

Outro bom motivo para uma consulta médica é se aquela famosa melancolia dos primeiros dias com o bebê, o chamado "blues puerperal", não melhorar depois de algumas semanas. 

É uma vontade de chorar sem fim, que deve começar a melhorar. Se não melhorar, ela pode indicar uma depressão pós-parto, que precisa de tratamento. 

Procure descansar o máximo possível sempre que o bebê tirar uma soneca ao longo do dia. Isso vai ajudar no seu humor e no sucesso da amamentação. 

Original Link

22/11/2012

BANHOS & CHAZINHOS PARA O BEBÊ E PARA A MAMÃE

BEBÊ

Banho para Amarelão
  Picão
  Ovo
Banho para Brotoejas
 Erva-doce
Banhos Relaxantes
 Capim limão
 Melissa: relaxante, tranqüilizante
 Coentro: para deixar calmo
 Folha / flor de laranjeira
Banho Relaxante 
 3 punhadinhos de açúcar
 1 ovo
 3 tampinhas de álcool
É bom para dor no corpo. É relaxante. Fortifica a pele e a criança.
Banho Calmante e Relaxante
 Coloque um punhado de flores secas de camomila na água morna da banheira. É ideal para acalmar a agitação do bebê e favorecer um sono tranqüilo.

Para Limpar as Crostinhas da Cabeça do Bebê
 Misture uma colher (sopa) de flores de camomila a uma xícara (café) de óleo de cozinha. Leve ao fogo, em banho-maria, por 3 horas. Coe num pano fino e esprema bem. Use embebido em algodão, passando delicadamente sobre as crostinhas.
Para aliviar dores
 Faça o mesmo preparado explicado para as crostinhas do bebê, só que no final acrescente uma pedra de cânfora. Aplique o óleo e cubra a região dolorida com gaze ou uma fralda de pano limpa.
Banho do Bebê
 Preparado com ervas como a camomila. Tem propriedades relaxantes e é indicado para amenizar irritabilidade e induzir ao sono os bebês a partir de quatro meses.
Compressas para Cólicas
 Noz moscada raspada
 Óleo de cozinha
 Aquecer a mistura, colocar num pedacinho de gaze, colocar sobre o umbigo do bebê e envolver com uma faixa.

Para tirar friagem do umbigo, nariz que congestiona com frequência e friagem em geral
 Alho amassado e aquecido em óleo de cozinha
 Coloca num pedacinho de gaze em cima do umbigo e envolve com uma faixa.
Cataplasma de manjerona:
 As folhas trituradas com banha ou óleo, aplicadas em cataplasma na barriga das crianças, ajuda a expelir os gases e acalma as cólicas, aplicadas no nariz desprendem o catarro. O mesmo procedimento para dores reumáticas. Como tempero facilita a digestão, abre o apetite e evita gases e cólicas.
Noz -Moscada
 Digestiva, estimulante, contra gases; elabora-se um ungüento contra o reumatismo. Temperar sopa e em fricções em casos de dores e de gota.
Chazinho para o bebê (chazinho milagroso)
É bom para cólica, amarelão, dor de ouvido, etc.
 Picão com raízes folhas e flores;
 Aipo com raiz e folhas;
 Hortelã com raiz e folhas;
 10 gotas de óleo de amêndoa
 3 gotas de grate
 Dar o chazinho por 1 dia, 3 vezes ao dia, são 30 gotas de óleo de amêndoa e 3 gotas de grate, divididas em 3 doses com o chá.
Chazinhos das Ervas
 Hortelã: Para amarelão, calmante e cólicas;
 Coentro: Calmante e para cólicas;
 Camomila (massanilha);
 Endro: Para cólicas;
 Melissa: Calmante;
 Noz-Moscada: Quando a barriga está estufada, cólica;
 Erva-Doce: Para cólicas;
 Pitangueira: Calmante para as crianças.
Chazinho de Hortelã
 Digestão, gases, cólicas, náuseas, como calmante, insônia, para bílis, amarelão e como expectorante. O sumo das folhas pode ser aplicado com algodão em nevralgias, dores de dente e de cabeça, e tomados durante vários dias com mel funciona como vermífugo.
A Camomila
 O conhecido “chazinho de camomila” é muito usado nos cuidados com os bebês, seja para acalmar as cólicas ou na higiene, limpando as crostinhas da cabeça. As pequenas e delicadas flores da camomila concentram potentes óleos voláteis responsáveis pelos efeitos antiinflamatório, antisséptico, sedativo e antiespasmódico. Esses óleos atuam de duas formas: acalmam os músculos e nervos internos (o que explica o uso em cólicas nos bebês) e exercem um efeito emoliente sobre a pele. O tradicional chá de camomila é reconhecido como um relaxante e tranqüilizante natural.
Obs.: Adoçar os chazinhos com MANÁ (encontrado nas farmácias) ou não adoçar para bebês com menos de 6 meses.
Dor de Ouvido
 Colocar no ouvido, algodão embebido de suco de uma das seguintes ervas: anis, alho, bolsa-de-pastor, hera-terrestre, arruda, manjerona, maravilha ou bonina, maria-mole, tansagem. Por sobre os ouvidosa flor de coroanha. Colocar uma bolsa de água quente. Tomar chá de camomila, macela, erva-de-Santa-Maria. Não esquecer de limpar o ouvido com cuidado.

  Maria-mole: Seu suco cura a dor de ouvido. (colocar num algodão e por no ouvido)
  Vassourinha: O cozimento das folhas é indicado contra dores de ouvido. Não confundir com Guaxuma. ( colocar no algodão e por no ouvido)
Dores de ouvido: Tapar o  ouvido com algodão embebido em azeite ou óleo de amêndoa morno.
Contra Sapinhos
 Azedinha
MAMÃE E BEBÊ

Chá de Anis (chamado de Erva-doce)
 Chá de uma colher de semente combate: cólicas das crianças, diarréia crônica, provoca sono, evita desmaios, aumenta o leite das mães, é digestivo e contra azia. Tem ação sobre o cérebro, facilitando trabalhos intelectuais. Aumenta a urina, estomacal e emenagogo.
Chá de Funcho
 É semelhante à erva-doce, anis; contra gases, digestivo, bom para crianças, a raiz é diurética, aumenta o leite das mães, afecções das vias urinárias. Guarde sementes secas em casa.
Banhos Relaxantes
 Se desejar um banho relaxante, a Camomila é o indicado;
 Se preferir um banho energizante, a Erva-Cidreira será a melhor escolha;
Para preparar um banho relaxante, são necessárias 300gr de folhas de Malva ou Melissa seca. Preparar o chá de Malva, passar no escoador e adicionar à água do banho. São necessários apenas 3 litros de água para preparação do chá.
• Flor / folhas de laranjeira;
Benefícios Consoante cada Erva
 Orégão: Esta erva está indicada para aliviar dores musculares;
 Flor de Laranjeira: Sensação de frescura e descanso é o que este banho tem para nos oferecer;
 Melissa: Erva com efeito tranqüilizante e calmante, que proporciona um banho repousante e perfumado.
Chazinhos para Cólicas Intestinais
 Anis, artemísia, bardana, boldo, noz-moscada, endro, feno-grego (sementes e compressa), funcho, laranjinha-do-mato, manjerona, picão.
MAMÃE
Para Evitar Fissuras nos Seios
 A mãe deve fazer com que a aréola e o mamilo fiquem inteiramente dentro da boca do bebê e o lábio inferior do bebê deve estar levemente virado para fora.
 Para remover o bebê da mama, o dedo mínimo da mãe deve ser colocado no canto da boca do bebê, até que a sucção seja interrompida.
Para Curar Seios com Fissuras
 Alfavaca (Manjericão): Chá das folhas ou sementes – fazer compressas sobre o bico dos seios com fissuras.
 Mantega de cacau cura seios rachados.
 Calêndula: Folhas e flores picadas por infusão ou chá – fazer compressas sobre as fissuras de mama.
 Cana-de-açúcar: O caldo é recomendado para rachaduras dos seios.
 Raspa de banana verde: Cobre o mamilo com a raspa da banana verde, entre uma mamada e outra.
 Expor o peito ao sol, antes das 9 horas e depois das 16 horas, durante 15 minutos.
 Tansagem ou Tanchagem: Se usa seu suco ou cozimento para curar nevralgias das mamas. (semente serve para cólica infantil)
 Espinheira Santa.
 Por couve sapecada.
 Por nata.
Para Aumentar o Leite
 Erva-Doce com leite (açúcar queimado);
 Gemada com chá de erva-doce (fortalece o leite);
 Chá de alevante;
 Chá de jasmim;
 Chá de endro (com açúcar derretido queimado);
 Chá de erva-doce (com açúcar derretido queimado);
 Castanha portuguesa;
 Noz (3 a 4 unidades por refeição);
 Castanha do Pará (3 ou 4 unidades por refeição);
 Cenoura;
 Funcho.
Remédios para os últimos dias de dieta pós – parto;
Mate de Sene: Para o último dia da dieta pós-parto (esse chá é laxante)
 Arruda (3 galinhos)
 Artemísia (3 galinhos)
 Milome (3 talhinhos)
 1 dentinho de gengibre
 1 bolinha de noz moscada
 1 semente de pichurim
 1 raiz de abútua
 3 colheres de sene (1 colher e meia de sene torrado e 1 colher e meia de sene sem torrar)
 1 xícara de açúcar queimado
 3 a 9 colheres de pinga (chega um palito de fósforo e ascende)
 Meio litro de água
 Põe a água no açúcar queimado e põe os remédios para fazer a infusão.
Toma o chá e faz o escalda pés.
Escalda Pés
 Água bem quente
 1 colher de sal
 3 colheres de cinza
 1 colher de semente de mostarda moída (torrar a semente)
 Puxar do joelho para baixo
Garrafada para o final da dieta pós - parto
3 copos grandes de açúcar sapecado;
Canela em ramo (1 ramo)
Cravo (1 punhadinho)
Noz – moscada (1 bolinha raspada inteira)
Pichurim (raspa um pouquinho – meia semente)
Abutua ( raspa um poquinho)
Alecrim – 1 galhinho;
Arruda – 1 galhinho;
Erva doce – 3 a 4 galhos grandes;
1 garrafa de vinho tinto doce suave
 MODO DE FAZER
• Ferver os chás verdes com um pouquinho de água (cozinha bem com pouca água. Tampa e deixa esfriar);
• Depois que o chá estiver frio, tira as folhas;
• Sapeca 3 copos grandes de açúcar e mistura no chá;
• Acrescenta a canela, o cravo, a noz moscada raspada, o pichurim raspado, a abutua raspada e a garrafa de vinho;
• Mistura tudo e põe para ferver;
• Deixa esfriar e coloca numa garrafa pet e guarda na geladeira;
• Tomar durante os 10 últimos dias da dieta;
Chá 9 misturas
 Para tomar no último dia da dieta;
• noz moscada (1 cabo de colher - raspada);
• canela (1 ramo)
• abútua
• pichurim (meia semente);
• 1 galhinho de arruda;
• 1 galhinho de alecrim;
• 3 folhas de guiné;
• 3 pedaços de palma benta (3 pedacinhos);
• 3 colheres de açúcar (queimar);
• 3 xicaras de água;
• 1 colher de pinga;
MODO DE FAZER
• Ferve primeiro os chás verdes com 3 xicaras de água;
• Queimar 3 colheres de açúcar e põe o chá verde;
• Acrescenta a noz moscada, a canela, a abutua, o pichurim e deixa ferver;
• Deixa esfriar e põe 1 colher de pinga;
Fazer o escalda pés:
 Lavar os pés e as pernas (de cima do joelho até os pés) com água quente, 3 tampas de álcool e 1 colher de açúcar. Mistura esses ingredientes na água quente e lava os pés e as pernas.

Chá de Capim-Limão
 É usado como digestivo, para gases, reumatismo e dores nos músculos, como calmante, para baixar a febre e provocar suor. Abaixa a pressão!
Sene
 Possui propriedades purgativas, laxativas, depurativas e febrífugas, tomando-se o chá das folhas. Uma colher de suco das folhas, tomada três vezes ao dia, ajuda a eliminar as manchas do corpo. É planta abortiva. Seu uso forte não é recomendado na gravidez.
Banho de Jasmim
 Indicado como tratamento medicinal durante o período de amamentação, pois aumenta o fluxo de leite, repara o estresse pós-parto e auxilia na regeneração dos tecidos, proporcionando uma agradável sensação de bem-estar e de equilíbrio a nível físico e 
emocional.

Link

Fotos logo após o Nascimento

Veja algumas fotos logo que a Daphny Nasceu















Chá de Bebe da Daphny Parte 05 Fim?


Parte 01 link
Parte 02 link
Parte 03 link
Parte 04 link

Significados do choro


Qual é o significado do choro do seu bebê?

Foto CliksProduções

O desespero e a angústia passam a conviver com a mamãe que acaba de chegar da maternidade e descobre que chorar é o que seu pequeno mais sabe fazer. As dúvidas aparecem: o que ele tem? O que eu faço? Por que não pára de chorar?
Calma, mamãe, os primeiros dias são difíceis, você e o seu bebê estão se conhecendo. Mas a convivência fará você descobrir que o bebê chora de diferentes jeitos, que cada choro tem o seu significado e qual a maneira de satisfazer suas necessidades.
A primeira forma de comunicação do bebê com o mundo é o choro. É a forma mais poderosa e eficaz de conseguir chamar a atenção dos outros para o que está sentindo. O bebê chora não somente porque está com fome ou dor, chora para demonstrar que algo o incomoda.
Decifrar o choro do bebê é um desafio que mistura intuição, conhecimento e muita percepção da mamãe. Tranqüilidade é essencial. Se a mãe ficar desesperada com o choro, o bebê sentirá isso e ficará mais tenso.
Muitas vezes uma atitude tranqüilizadora como pegá-lo no colo ou conversar acalmará o bebê que pode simplesmente querer sentir-se protegido e amado.
Tenha em mente que cada bebê reage de um jeito. Não é porque o filho da sua amiga chora de forma estridente quando está com fome que seu filho necessariamente chorará da mesma forma.
Quando o choro começar, a mamãe deve pensar em quais são as necessidades do seu bebê. Fome, cólica, estar sujo ou molhado, roupa desconfortável, sono, cansaço, frio ou calor e excesso de estímulo normalmente são as opções mais prováveis do choro.
Se todos os aspectos físicos foram verificados, desconforto emocional como falta de atenção e insegurança podem ser os motivos.
Existem dicas para traduzir os tipos de choro. Lembre-se: as crianças não são iguais, portanto, o choro varia de um para o outro.
Fome: gemidos semelhantes a um apelo que não cessam com carinhos somente quando estiver satisfeito.
Dor: grito agudo seguido de um pequeno intervalo.
Fralda suja ou roupa desconfortável: choro fraquinho e estridente.
Cólica: choro agudo e intenso, normalmente leva a criança a esticar e encolher as perninhas, tremer o queixo e fazer cara de dor.
Frio ou calor: é um choro copioso de desconforto.
Excesso de estímulo ou irritação: é um choro meloso que ocorre ao fim de um dia movimentado.
Sono: criança agitada e com choro nervoso.
Emocional: choro geralmente é acompanhado de soluços, como se o pequeno estivesse meio "engasgado" de raiva ou brabeza.
Elimine cada opção até chegar em uma que acalme seu bebê. Se o choro persistir, o bebê pode estar com febre ou com alguma dor. Não ofereça remédios sem orientação médica. Procure o pediatra do seu filho e com ele descubra o que o pequeno tem.
Dicas
0 a 3 meses – é um período que a criança tem muitas cólicas. Para evitá-las, faça massagens na barriga do seu bebê e mexa suas perninhas (bicicleta) de duas a três vezes ao dia e não somente nos períodos e cólicas.
3 a 6 meses – continue somente com leite materno, além de satisfazer a necessidade de sucção de seu bebê, não sobrecarregará o seu rim e intestino com nutrientes pesados contidos em outros tipos de alimentos, evitando assim desconfortos.
6 a 12 meses – Criança não sabe o que é manha ou birra até os 12 meses. Por isso, se a criança chorar, atenda e verifique as causas do choro.

Bruno Rodrigues original link